Exposições

  • “Fundamentos da Memória” de Luís Rodrigues – imagem Le Clos
    Galeria de Arte do Convento do Espírito Santo  

    De 18 de junho a 27 de agosto

    “Fundamentos da Memória” de Luís Rodrigues – imagem Le Clos
    Luís Rodrigues na sua dialética pictural, faz da sua obra um caminho, persistente solitário e consegue na sua continuidade de trabalho uma extraordinária variante, a que chamamos Pintura.
    Certamente a sua pintura nos fará viajar em cada quadro, cada obra, como se o mundo, começasse a nascer vivendo a dúvida quando começa e acaba.
    Sobre a dialética da memória, percorremos o abstracionismo que é a força vertical inserida no tempo, que nos pode trazer a forma de ser permanente do seu criador…..eis o caminho visível.

    “Guitarras do mundo”: imaginação, cor, ritmos e melodias inspirados na obra de Teresa Paulino
    Claustro do Convento Espírito Santo
    Durante os dias do Festival MED

    Nove turmas de Jardim-de-Infância e 1.º Ciclo foram este ano acompanhadas pela artista Teresa Paulino numa plataforma de cruzamento entre várias áreas curriculares. Durante seis meses alunos entre os 3 e os 10 anos estudaram técnicas, cores e formas para dar corpo a um projeto que pode agora ser visitado por todos na exposição: “Guitarras do mundo”.
    Partindo da visita à exposição “Ritmos e Melodias”, que esteve patente na Galeria de Arte Praça do Mar, em Quarteira, os alunos envolveram-se num projeto de artes plásticas tendo por objeto-mãe a guitarra portuguesa.
    A ponte com a disciplina de Música permitiu tomar contacto com vários tipos de instrumentos de cordas e culminou com uma viagem musical entre o continente americano e a Europa proporcionada pela atuação do Quarteto Concordis (Eudoro Grade, Rui Martina, João Venda e Rui Mourinho).
    A exposição “Guitarras do mundo” apresenta assim nove criativos trabalhos que enchem o público de imaginação, cor, ritmo e melodia.

    Dez anos de Festival MED
    "Casa do Castelo" (Largo D. Pedro I)
    Durante os dias do Festival MED

    Para comemorar estes 10 anos de exposições, o Festival Med conta pela primeira vez com uma segunda exposição, no Largo Dom Pedro I, junto ao castelo, com uma seleção de alguns dos trabalhos que passaram pelo festival ao longo dos anos.
    Esperamos que desfrutem das exposições e do festival... E que venham mais 10 anos!
    A exposição terá lugar na “Casa do Castelo”, sita no Largo D. Pedro I, Loulé.

    “A Torre de Babel”
    Exposição de rua “FESTIVAL MED” 2016

    Durante os dias do Festival MED

    Bem-vindos à décima edição da ARTE na Rua. Celebramos este ano com um novo tema... Torre de Babel... Deus, na sua sabedoria, confundiu as pessoas com diferentes linguagens e espalhou-as pelo mundo. Este festival une de novo as pessoas e dá-lhes uma linguagem comum... Música.
    Aos artistas foi dado o tema e apenas uma instrução: usar caixas de cartão. Como curadores quisemos criar uma rua dentro de uma rua. Mas a escala mudou, nós somos maiores que as torres, tal como n'As Viagens de Gulliver.


Organização

Parceiros Media


Parceiros

 



×